Mischa Barton em Entrevista

Março 11, 2007

Mischa Barton numa entrevista desabafou, dizendo que prefere ficar em casa a ler um bom livro, em vez de ir para festas. O livro que lê de momento é “O Alquimista”, do brasileiro Paulo Coelho. A actriz disse ainda que as baladas lhe dão claustrofobia.

Em seguida, Barton reclamou por estar sempre a ser comparada com a polémica Paris Hilton: “Sou sempre associada às outras raparigas, mas não andamos na mesma turma. Só porque somos jovens actrizes pensam que andamos sempre juntas. Só me encontrei com a Paris uma vez, e de passagem.” Disse também que apesar de não cultivar amizade com Hilton, é grande amiga de Nicole Richie e do seu pai, Lionel.

Também numa revelação, Mischa disse que tencionava, antes de entrar na série “The OC”, seguir Direito, em Londres. Afirmou que se não mudasse para Nova Iorque, estaria a trabalhar como advogada.


Actores com novas séries

Março 6, 2007

Os actores de The O.C já se vêem com novos projectos para o futuro.

Melinda Clarke (Julie) fará de uma sensual polícia na série que esteve ao lado do seu parceiro, o rapper LL Cool J, que agora está camuflado de polícia para proteger um rapaz órfão. Estreará na CBS, “The Man”.

Michael Ausiello, do TVGuide.com, escreve que Adam Brody (Seth) já foi convidado para entrar numa nova série muito falada, mas que recusara.

Fala-se também que Mischa Barton (Marissa) possa entrar na série “ER”.


Mischa Barton e Pinóquio

Fevereiro 18, 2007

Até numa bomba de gasolina, Mischa Barton foi apanhada. Quando sorriu para as câmaras, ficamos a saber que a actriz não descuida o seu visual, mas  as comparações com a personagem Pinóquio foram inevitáveis.


Actores de The O.C em filmes

Fevereiro 18, 2007

Neste post veremos onde estarão o elenco de The O.C no cinema.

Leia o resto deste artigo »


Mischa Barton promove DVD de The O.C no Japão

Fevereiro 10, 2007

Mesmo fora do elenco da série, Mischa Barton esteve no Japão a promover a box de DVD’s da primeira temporada de The O.C no Japão. Algumas perguntas pairaram no ar, tais como o facto de ela estar a promover o DVD com a capa em que ela só aparece: será que se tinha recusado a tirar fotografia com o DVD em que aparecia todo o elenco? O mais importante é que ela ainda se interessa em lançar a série para diferentes partes do Mundo, e de notar que a primeira temporada Marissa ainda se encontrava viva.


Mischa Barton termina o namoro

Fevereiro 10, 2007

Segundo o website World Entertainment News Network,  Mischa Barton (Marissa) terminou o seu namoro com o músico Cisco Adler, por aparecer nu na Internet. As fotografias encontravam-se no website ParisExposed.com, entre os objectos de Paris Hilton.  O portal mostrava vídeos, conversas de áudio, passaportes e cartões de saúde obtidos num leilão organizado por um depósito de móveis no qual Paris Hilton tinha deixado de pagar. Após uma “feia discussão”, Mischa deixou Adler, diz uma fonte. Os dois namoravam desde Agosto de 2005, quando a actriz tinha deixado Brandon Davis.


Actores comentam o cancelamento

Janeiro 18, 2007

Mischa Barton (Marissa), Rachel Bilson (Summer) e Benjamin McKensie (Ryan) comentaram à comunicação social o cancelamento de The O.C.

Mischa Barton na festa dos Globos de Ouro disse ao colunista Michael Ausiello da revista TVGuide.com que “foi muito mau, mas acho que a série já cumpriu o seu papel. Foi bom enquanto durou. Mas claro que fiquei triste pelo elenco.” Questionada sobre a sua influência para o cancelamento, pois foi a morte da personagem Marissa que ajuda a que The O.C acabasse, Mischa diz “Não sei o que dizer sobre isso, mas estou muito agradecida aos meus fãs. Eles sempre foram muito fiéis a mim e isso foi muito importante para mim”.

Quanto a Rachel Bilson, em declaração para a revista In Touch, esta disse que não está preparada para se despedir dos amigos. “Esta tem sido a melhor experiência da minha vida, mudou a minha vida e eu ficarei eternamente agradecida por isso”.

Benjamin McKensie (Ryan) vê o lado positivo do cancelamento, confessando que este foi um alívio pois estava cansado de representar um adolescente aos 28 anos. Resume assim que “é como uma morte natural”.